Vídeos Mais

Biografia de Roberto Carlos

Nenhum artista do Brasil é tão conhecido e reverenciado pelos fãs que o nosso cantor Roberto Carlos. Sem dúvidas, é o maior nome da música brasileira e que é reconhecido no mundo inteiro arrastando fãs em todas as partes.

Roberto nasceu na cidade de Cachoeiro do Itapemirim no dia 19 de abril de 1941, sendo portanto um capixaba. Seu nome completo é Roberto Carlos Braga e sem dúvida alguma é o ícone do século na música nacional.


 Ele é filho de um relojoeiro que se chama Robertino Braga e de uma dona de casa que também é costureira e que se chama Laura Moreira Braga. O então menino Roberto cresceu em um ambiente bem familiar, tradicional e tranquilo no interior. Com apenas seis anos de idade, ainda em sua terra natal, Roberto sofreu um acidente perdendo infelizmente parte da sua perna.

Após o ocorrido, o cantor Roberto usa uma prótese para ajudar ele a se movimentar e a se locomover onde precisa ir, mas dá pra perceber bem que ele tem dificuldades para isso direito. Ainda quando criança, Roberto Carlos que era chamado carinhosamente pelo apelido de Zunga, começou a aprender com a própria mãe a tocar piano e também violão.

Foi nesta época da infância que em um conservatório musical deu os seus primeiros passos. Sempre muito reservado e modesto Roberto cantou pela primeira vez em uma rádio após receber o incentivo da mãe dele. Ganhou em primeiro lugar o prêmio que foi um punhado de balas doces.

Depois de um tempo, Roberto Carlos que estava já morando no Rio de Janeiro, preferiu seguir a carreira de cantor e começou interpretando algumas músicas e canções nos estilos Samba-canção e a Bossa Nova.

Era visionário, enxergou o rock crescendo e começou a tocar no Brasil o estilo que repaginava Beatles a Presley. Foi neste período que ao lado do fiel companheiro de música e vida Erasmo Carlos e da cantora Wanderléa que o Roberto apresentou um programa direcionado ao estilo que consagraria eles, denominado Jovem Guarda!

A partir disso o sucesso foi rápido e Roberto Carlos foi ganhando o seu destaque. No início da década de 70, Roberto Carlos percebeu que as suas músicas com uma pegada um pouco mais romântica davam um tom peculiar e diferente na sua carreira. Foi com isso que o romantismo fez parte da carreira do jovem de vanguarda e o fez ser músico romântico que embalou corações apaixonados nesta geração.

É incontável a discografia de Roberto, suas composições musicais são até hoje as mais regravadas tornando ele o maior arrecadador de direitos autorais no Brasil. Roberto Carlos recebeu centenas de prêmios por seus trabalhos gravados, shows apresentados, filmes e CDs.

Ganhou 22 vezes o Troféu Imprensa, seis vezes Roberto Carlos venceu o Grammy Latino, quatro vezes vencedor do Troféu Internet, três vezes vencedor do Troféu Roquete Pinto, três vezes venceu Festival de Viña Del Mar, 01 Grammy Awards, 01 Prêmio Faz Diferença de O Globo, duas vezes melhores do ano, Prêmio Multishow de Música brasileira entre diversas outras indicações.

Roberto Carlos sempre foi reservado em sua vida amorosa, sofrendo algumas perdas que marcaram o nosso Rei durante toda a vida. A sua primeira esposa Cleonice Rossi morreu de câncer no ano de 1990, porém ambos já estavam separados desde o ano de 1979. Roberto teve dois filhos que se chamam Roberto Carlos Segundo e Luciana, frutos deste relacionamento.

Ele se apaixonou pela atriz Myrian Rios, após terminar com Cleonice Roberto, com quem ficou durante 11 anos, quando o casamento chegou ao fim. Roberto Carlos ainda teve outro relacionamento rápido, apenas ficou, com a modelo Maria Lucia Torres tendo um filho com ela que se chama Rafael Torres, que só foiser revelado a Roberto Carlos depois de muito tempo da nascimento.

A vida afetiva do cantor Roberto Carlos se definiria apenas quando ele no ano de 1990 encontraria de novo, um antigo amor em sua vida, a Maria Rita. O cantor revelou para todos o seu amor pela mulher e que vivia um conto de fadas, mas, após lutar contra um câncer generalizado, Maria Rita faleceu no ano de 1999, deixando o Rei Roberto Carlos bastante arrasado.

É uma pessoa bastante religiosa, muito católico e uma pessoa com muita fé. O cantor sempre lembrado e chamado de rei da música brasileira buscou ajuda em Deus. Um dos momentos mais especiais na vida do amado Roberto Carlos ocorreu quando ele cantou para o então Papa João Paulo II no ano de 1997.

RSS