Vídeos Mais

Meninas engravidam em baile funk

You need to have the Flash Player installed and a browser with JavaScript support.

Obrigado! Mostre este vídeo para quem deseja!

URL

Você não curtiu. Obrigado pela sua opinião!

Sorry, only registred users can create playlists.
URL


Adicionado há na categoria Vídeos Incríveis
355,572 Visualizado

Sobre o vídeo Meninas engravidam em baile funk

Imagens que surpreendem das meninas com apenas 10 anos de idade que engravidam em pleno baile funk chocam o Brasil!

Reportagem do SBT no vídeo mostra que estas meninas de 10 anos engravidando em baile funk e na rua preocupa inclusive o sistema de saúde.

Garotas de 15 e 16 anos vivem o drama de engravidar durante pancadões. Elas são parte de grupos de menores que bebem e fazem tudo nestas festas e encontros a céu aberto.

Os filhos do funk é o tema da reportagem da série especial do Jornal da Globo sobre os chamados pancadões em São Paulo, que você pode conferir na entrevista abaixo com uma delas. Muitas adolescentes acabam engravidando nesses bailes funk. A reportagem é de William Santos e Patrícia Falcoski.

Um beijo, um abraço, um cheiro e um carinho. Faz quatro meses que a vida é assim. A adolescente tem 16 anos e ser mãe nem passava pela cabeça dela. Só que em um baile funk acontece tudo isso!

Repórter: Foi assim: conheceu, ficou, engravidou?

Adolescente: Conheceu, ficou, engravidou. Só que naquele dia eu tinha bebido, aí eu vi o menino, aí eu falei: ai, amiga, eu quero ficar com aquele menino. Aí as amigas: vamos lá que eu arranjo para você. Aí eu fui ficar com ele.

Repórter: Aí rolou?

Adolescente: Aí rolou. Aí nessa veio minha filha. Veio a filha, mas não o pai.

Repórter: Ele não assumiu?

Adolescente: Ele não assumiu. Falou que não era filha dele. E eu cheguei a falar que eu fazia DNA, que eu provava que era filha dele. Ele falou: "Não, não vou registrar". Eu falei: "Está bom. Eu pego minha filha e registro".

Essa adolescente é uma das muitas meninas engravidam nos bailes funk no estado de São Paulo.

"Nós tivemos, de 10 a 14 anos, 3,4 mil meninas que foram mães. Mães que registraram os seus bebês. Então, o nosso calculo é que 10%, e que são 340, engravidaram no baile funk. Isso representa uma por dia", explica Albertina Duarte Takiuti, coordenadora do programa da adolescência do estado de São Paulo.

Esse número é de 2013. De lá pra cá, a coordenadora do Programa da Adolescência do Estado de São Paulo resolveu prestar mais atenção nessas meninas e pesquisar quem fica grávida nos bailes funk.

No mês passado, ela fez um novo levantamento com 96 jovens e adolescentes que procuraram as casas de apoio. A pergunta era: "O que você pensa sobre ter relação em bailes funk?"

"O assustador dessa pesquisa é que só 37% condenam o fato de ter uma relação, ou gravidez no baile funk. Quer dizer, 47% nem acham nem sim nem não", diz Albertina Duarte Takiuti, coordenadora do programa.

Os outros 16% disseram que não veem problema em ter relação nos bailes. "Então são meninas que precocemente nós precisamos fazer o controle de doenças, e que realmente elas precisam ter uma atuação muito rápida”, conta Albertina Takiuti.

Esses bailes funk, ou fluxos, pancadões, como os jovens chamam normalmente, acontecem no meio da rua como um que acontece na Zona Leste de São Paulo. Os moradores contam que tem festa todo fim de semana. E aí tem adultos e também adolescentes. No meio da curtição, acontece tudo na rua mesmo.

RSS